Eu Faço Cultura e MCPC

É para democratizar o acesso à cultura que Fenae e Apcefs realizam o Movimento Cultural do Pessoal da Caixa (MCPC) e o Eu Faço Cultura (EFC). Por meio do MCPC, empregados da Caixa Econômica Federal podem destinar até 6% do Imposto de Renda devido para projetos culturais. Ou seja, sem colocar a mão no bolso, conforme prevê a Lei Rouanet. Desde quando foi criado, em 2006, mais de 30 trabalhadores do banco. Mais de R$ 31 milhões foram arrecadados e investidos, beneficiando mais de 60 instituições e 600 mil pessoas, em mais de 200 cidades. Acesse http://mcpc.mundocaixa.com.br e saiba mais!

mcpc

É com os recursos arrecadados por meio do MCPC que a Fenae e as Apcef realizam o Eu Faço Cultura. O projeto já levou grandes shows para cidades brasileiras e também se deu por meio de oficinas itinerantes de dança, fotografia, circo e percussão, valorizando artistas locais. Em 2016 surgiu um novo formato. Agora, o EFC compra ingressos/produtos de produtores culturais ou fornecedores de cultura e os distribui a alunos de escolas públicas, ONGs e beneficiários do Bolsa Família e microempreendedores individuais, além dos doadores do MCPC.

Os resultados do Eu Faço Cultura são animadores. Mais de 700 mil pessoas têm acesso à plataforma atualmente, por meio do site www.eufacocultura.com.br. Em 2016 já foram distribuídos mais de 75 mil ingressos, principalmente para peças teatrais. Muitos dos contemplados tiveram acesso ao cinema e ao teatro pela primeira vez.

Compartilhe